Chegou a hora do STF desengavetar todos os processos de Renan

Nas palavras da ministra Carmen Lúcia, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ela própria foi desrespeitada pelo senador Renan Calheiros, presidente do Senado, quando se referiu ao juiz federal Vallisney de Souza Oliveira, tratando-o como ‘juizeco de 1ª instância’.


‘Também fui agredida. Exijo respeito’, disse a ministra.

E quem agrediu? Quem é o agressor?

Um sujeito de vida pregressa tortuosa, cheio de problemas com a Justiça, com onze inquéritos engavetados no STF, fora os que prescreveram ante a inércia do órgão, mas que por circunstâncias inexplicáveis preside o senado federal e se julga no direito de destratar e humilhar autoridades constituídas e sérias, caso do juiz agredido.

Está definitivamente na hora de Renan começar a pagar pelos seus malfeitos.

O presidente Michel Temer acenou com a possibilidade de realizar uma reunião apaziguadora entre a ministra Carmen Lúcia, o senador Renan Calheiros e o ministro da Justiça, Alexandre de Moraes que, pasmem, também foi destratado pelo ‘coronel das Alagoas’, que o chamou de ‘chefete de polícia’.

A atitude da ministra tem que ser uma só, ignore esse pulha, exija o desengavetamento de tudo o que Renan tem parado no STF.

Fará Justiça e ganhará o apoio e a admiração da sociedade.

Precisamos acabar de vez com a bandidagem.

Amanda Acosta

redacao@jornaldacidadeonline.com.br

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Comentários

Mais em Opinião