Deputada Manuela D’Avila inova e cria o ‘machistômetro’. Saiba o que é...

A deputada Manuela D’Avila, do PCdoB do Rio Grande do Sul, ou está realmente preocupada com a violência contra a mulher ou realmente quer arrumar alguma forma de aparecer e ficar em evidência.


Recentemente, sob a justificativa de defender o direito da mulher amamentar, ela amamentou sua filha Laura num debate na Universidade Federal do Rio Grande do Sul. A foto de Manuela com a filha viralizou e a deputada, meio sumida, voltou a aparecer.



Na sequência, Manuela escreveu uma desaforada carta para a primeira dama Marcela Temer (veja aqui). Mesmo muito criticada, o fato é que Manuela novamente apareceu na mídia.

Eis que desta feita, numa suposta iniciativa para combater a violência contra a mulher, Manuela D’Ávila lança o “machistômetro”, uma cartilha para chamar a atenção sobre comportamentos e atitudes praticadas contra mulheres e que devem ser observadas e/ou denunciadas.

O machistômetro inclui comportamentos desde ‘piadas ofensivas’ e ‘ofensas’ até ‘ameaça de morte’ e ‘lesão corporal’. As atitudes seguem uma escala, com alertas como ‘Cuidado!’, ‘Reaja!’ e ‘Busque Ajuda!’.

Veja o material abaixo:
 

da Redação

da Redação

Comentários

Mais em Variedades