Maleta de Renan é fantástica, alta tecnologia em espionagem

Onze maletas foram apreendidas no Senado Federal. Provavelmente sua alta tecnologia era utilizada para espionar altas autoridades, ministros de estado, ministros do tribunais superiores e quem mais fosse interessante dentro dos planos maquiavélicos de Renan Calheiros.


O disparate é gritante, pois toda a estrutura da Polícia Federal do Brasil tem apenas duas destas maletas, que usa em suas operações, desde que com devida autorização judicial.

Nesta sexta-feira, Renan, desesperado, pediu ao ministro Teori Zavascki a imediata devolução de todo o seu aparato.

Para solicitar a devolução do material apreendido, o presidente do senado utilizou a argumentação de que a apreensão ‘põe em risco a salvaguarda da atividade legislativa’.

De acordo com um relatório, feito pela própria Polícia Legislativa do senado, obviamente a mando do próprio Renan, a falta dos equipamentos torna o Senado vulnerável. Pura balela!

Na realidade, quem está vulnerável é o próprio Renan. A PF sabe disso, Teori sabe disso e todo mundo sabe disso.

Por outro lado, o delegado de Polícia Federal Felipe Alcântara de Barros Leal, um diligente servidor público, peticionou ao ministro pedindo permissão para periciar as maletas.

A decisão está com Teori. Manda periciar ou devolve para Renan.

Que ele haja com independência.

É o que a sociedade espera.

Amanda Acosta

redacao@jornaldacidadeonline.com.br

da Redação

Comentários

Mais em Política