Dias Toffoli pede vistas e salva Renan

O ex-advogado do PT é extremamente volúvel. Toffoli resolveu ajudar Renan Calheiros. Certamente não foi a mando de Lula.


O ministro Edson Facchin liberou um dos nove inquéritos contra Renan que aguardam andamento no Supremo Tribunal Federal, e, assim, obviamente, o senador está prestes a se tornar réu no STF.

O julgamento do processo desta quinta-feira (03) decide se réus em processo-crime podem figurar na linha sucessória da presidência da República.

Desta forma, o resultado poderia significar o afastamento de Renan  da presidência do Senado e, fatalmente, este seguiria o caminho de Eduardo Cunha, ou seja, na sequência perderia o mandato e, sem ‘foro privilegiado’ teria que se defrontar com o juiz Sérgio Moro.

O placar estava seis a zero a favor de que réus no STF não possam figurar na linha sucessória da Presidência da República.

O benevolente Toffoli apareceu, pediu vistas, e salvou Renan.

O ex-petista, pelo visto, agora lê na cartilha de Temer.

Amanda Acosta

redacao@jornaldacidadeonline.com.br

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Direito e Justiça