5 a 0 no STF: Paulo e Gleisi a caminho do ‘xilindró’

Ninguém tem dúvida da periculosidade do casal Paulo Bernardo e Gleisi Hoffmann.


Nessa linha, a 2ª turma do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu por unanimidade (5 a 0), torna-los réus na Operação Lava Jato.

Não fosse a extraordinária sordidez do ministro Dias Toffoli, Bernardo já estaria preso há muito tempo. Um habeas corpus concedido pelo ex-advogado do PT livrou-o da prisão.

Todavia, daqui para frente a situação vai se complicar para a terrível dupla, acusada de lavagem de dinheiro e corrupção passiva na Operação Lava Jato.

Aliás, não fosse a interferência do ainda ‘coronel’ Renan Calheiros, confessada na frente do então presidente do STF Ricardo Lewandowski, o casal já estaria respondendo ao processo-crime há mais tempo.

Renan, em rede nacional de televisão, disse que interferiu junto ao STF para livrar a senadora da condição de ré. Lewandowski, presente, não se manifestou.

Lamentável!

da Redação

da Redação

Comentários

Mais em Direito e Justiça