STF: um tribunal totalmente ‘embriagado’

Com a saída do passista de quadrilha Luiz Inácio da Silva - vulgo ‘Lula’ - do Palácio do Planalto, o botequim atravessou a Praça dps Três Poderes e foi parar no Supremo Tribunal Federal (STF).


A instituição máxima do Poder Judiciário do Brasil está completamente bêbada, desorientada, largada no meio-fio com os pés atolados na lama e a baba escorrendo pela boca e manchando a caríssima toga.

Levantamento realizado pelos jornalistas Camila Mattoso e Rubens Valente, publicado nesta segunda-feira (14) na Folha de S. Paulo, exibe a verdadeira mazela da Suprema Corte do país: em 96,5% das ações criminais contra deputados e senadores não houve qualquer punição aos réus. Noutras palavras, impunidade garantida!

A matéria apresenta outro dado alarmante: nos últimos dez anos, um em cada três processos contra políticos com prerrogativa de foro especial foi arquivado por prescrição dos crimes.

Confira  aqui. 

O STF está bêbado.

Helder Caldeira

da Redação

Comentários

Mais em Direito e Justiça