E agora Cabral, o que vai dizer para o seu pai?

Quando ‘Serginho’ surgiu na política era um grande motivo de orgulho para a família Cabral, especialmente para o pai, o jornalista Sérgio Cabral, que se orgulhava de ver brilhar o filho que carregava o seu DNA e o seu nome.

E, de fato, a trajetória de Sérgio Cabral Filho foi fantástica, deslumbrante e admirável.

Na tribuna da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (ALERJ), os seus discursos empolgavam, o jovem deputado era veemente no combate aos desmandos e à corrupção.

Depois de sua passagem pelo legislativo estadual do Rio de Janeiro, Serginho chegou ao Senado, um grande triunfo e o reconhecimento nacional. Um motivo de orgulho para o velho pai.

Como senador, o ‘brilhante’ parlamentar despontava como favorito para às eleições para o governo do Rio de Janeiro.

E não deu outra. Foi para o 2º turno e venceu sua adversária com o dobro dos votos, 68% contra 32% da juíza aposentada Denise Frossard. Esta sim, seria uma grande governadora. Incrível como o povo erra na hora do voto.

Eleito governador, uma nova criatura surgiu ou fez aflorar o que Serginho conseguiu esconder durante muito tempo.

Sérgio Cabral Filho era um grande engodo.

Não honrou a confiança da população, não honrou os mais de cinco milhões de votos que obteve nas duas eleições para governador, não honrou o seu velho pai.

Que tristeza!

Amanda Acosta

redaçã[email protected]
da Redação

Comentários

Mais em Política

loading...