Eventual derrota de Junior Mochi causa tormento em ‘fantasmas’ de Puccinelli

Inúmeros ‘protegidos’ do ex-governador de Mato Grosso do Sul André Puccinelli, abrigados na Assembleia Legislativa, recebendo vultosos salários e a maioria sem sequer comparecer ao local de trabalho, estão em polvorosa.


A possibilidade, cada vez mais certa, da eleição de um novo presidente, este ligado ao governador Reinaldo Azambuja, poderá representar uma verdadeira ‘limpa’ nos quadros da Assembleia Legislativa.

O tucano Beto Pereira, filho do ex-senador Valter Pereira, parece já ter os votos suficientes para assumir o comando da Casa.

Beto tem o apoio do governador e ao que tudo indica não terá dificuldades em viabilizar seu nome, mesmo que tenha que bater chapa com Mochi.

Porém, tudo indica que Junior Mochi deverá ser convencido a desistir da reeleição, haja vista os inúmeros escândalos em que envolveu a sua administração, especialmente o elevado número de fantasmas que ainda assombram o legislativo estadual.

Lívia Martins

liviamartins.jornaldacidade@gmail.com

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Comentários

Mais em Foco MS