Atordoado com a pancada, Renan se esconde de Oficial de Justiça

O fato de Renan Calheiros ter se recusado a receber na residência oficial da presidência do senado, o Oficial de Justiça do Supremo Tribunal Federal (STF) demonstra o quanto está atordoado e perdido.

Renan, outrora frio e calculista, caminha cambaleante, sem estratégia e apavorado com o que lhe aguarda o futuro.

O ‘senadoreco’ tem formação jurídica, é advogado e foi ministro da Justiça, sabe portanto, que a atitude de recusa do recebimento da notificação, tornada pública pela imprensa, não tem qualquer significado. Não representa absolutamente nada juridicamente, a não ser a sua mera pretensão de retardar o cumprimento de uma determinação judicial.

A bem da verdade, aquele episódio em que o senador alagoano partiu para a ofensiva contra o juiz Vallisney de Souza Oliveira, foi o ponto marcante do início de seu desespero. De lá para cá, a cada dia, mais revezes, culminando com a avassaladora derrota na votação do senado na semana passada.

Naquele momento, Renan percebeu que o poder estava se esvaindo pelo ralo e que atualmente encontra-se literalmente à deriva e praticamente sozinho.

Ademais, a falta de lisura e caráter de Renan Calheiros é de conhecimento de todos, tivesse ele um pouquinho mais de sensatez, jamais teria se exposto tanto.

Amanda Acosta

redacao@jornaldacidadeonline.com.br

da Redação

Comentários