João Rocha não tem condições morais para presidir o legislativo de Campo Grande (MS)

Em Campo Grande (MS) é voz corrente que a atual legislatura da Câmara Municipal de Campo Grande foi a pior de toda a história da cidade.


Aliás, nunca se viu tanta gente inescrupulosa reunida numa ‘confraria’ onde o objetivo comum era o enriquecimento ilícito e a obtenção de vantagens a qualquer custo, em detrimento da sociedade.

Uma turma nojenta, fétida, digna da lata do lixo.

E o atual presidente, não obstante ter conseguido sua reeleição a peso de ouro, não tem a mínima condição moral para ser reeleito ao cargo. João Rocha encarna perfeitamente tudo o que a atual composição da Câmara Municipal de Campo Grande representou de ruim nestes últimos quatro anos.

Se os novos vereadores, eleitos no último pleito, permitirem a recondução deste cidadão, estarão iniciando esse novo período legislativo com uma mancha repugnante, que Campo Grande certamente não aprova.

Precisamos oxigenar os trabalhos, com novas ideias, ética e decência.

Fora Rocha!

Lívia Martins

liviamartins.jornaldacidade@gmail.com

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Comentários

Mais em Foco MS