Em decisão vergonhosa, STF proclama que ‘bandido’ pode presidir o legislativo (Veja o vídeo)

Se Renan Calheiros fosse receber o mesmo tratamento dado ao homem comum, certamente seria preso por ter humilhado o Supremo Tribunal Federal (STF).


Foi o que aconteceu com o ex-senador Delcídio do Amaral. Quem não se lembra?

Renan, por sua vez, tem invariavelmente tripudiado sobre a instituição, os seus membros, os juízes e ‘juizecos’ e até sobre os servidores do Judiciário, como fez com o diligente Oficial de Justiça, que no cumprimento de seu ofício tentava notificá-lo.

O ministro Marco Aurélio Mello, caso tenha o mínimo de hombridade, deveria se aposentar. Pessoalmente foi desmoralizado. Não recebeu o amparo de seus pares e ainda foi chamado de 'doido' pelo ministro Gilmar Mendes. Saiu nesta quarta-feira (7) do plenário do STF cambaleante e cabisbaixo.

O STF decretou que Renan Calheiros está acima da lei.

Resta que em 2018 o povo de Alagoas o condene nas urnas.

Sem mandato, ele perderá o ‘foro privilegiado’.

Sem ‘foro privilegiado’ ele sai da zona de conforto do STF e cai na Lava Jato.

É a nossa esperança.

da Redação

da Redação

Comentários

Mais em Direito e Justiça