Rodrigo Maia era ‘propineiro’ de baixo custo da Odebrecht

No escandaloso esquema de corrupção da Construtora Odebrecht, o atual presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, era considerado um ‘propineiro ralé’, de custo baixo, bem ‘baratinho’.

Para aprovar medidas provisórias de interesse da empresa, que envolviam muitos milhões de reais, o deputado do PMDB do Rio teria sido ‘comprado’ por apenas 100 mil reais.

A safadeza envolvia a aprovação da MP 613, que tratava de questões tributárias da indústria petroquímica.

Maia era tratado pelo apelido de ‘Botafogo’. Enquanto sua negociação envolveu a soma de apenas 100 mil, o deputado Lucio Vieira Lima, tratado pelo apelido de ‘Bitelo’, embolsou 1 milhão de reais.

É a pura ‘lama’ que tomou conta do Brasil sendo revelada.

da Redação

da Redação

Comentários