Advogado de Lula insulta Moro (Veja o vídeo)

A tática da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva é visível. Importunar, conturbar e atrapalhar. A ideia é provocar uma reação mais veemente do juiz Sérgio Moro, como por exemplo uma decretação de prisão por 'desacato', para dai transformar num escândalo Internacional.

Moro, por vezes se irrita, mas tem procurado não cair na 'arapuca' de quem age sem razão.

Na audiência desta segunda-feira, a defesa de Lula chegou ao 'insulto'. Disse que não respeita o juiz. Travou-se a seguinte discussão:

Advogado: Fica um protesto aqui de novo, Excelência…

Sergio Moro: Doutor, o doutor está sendo inconveniente, doutor. Está sendo inconveniente…

Advogado: A defesa não é inconveniente na medida em que estamos no exercício da ampla defesa…

Sergio Moro: Já foi indeferida sua questão, já foi indeferida sua questão, doutor.

Advogado: Vocês não podem cassar a palavra da defesa…

Sergio Moro: Posso, doutor, por estar sendo inconveniente…

Advogado: Não pode, porque estamos colocando uma questão muito importante, relevante, o procurador da República está pedindo a opinião da testemunha e ele não pode…

Sergio Moro: Doutor, o senhor está sendo inconveniente! Já foi indeferida sua questão, já está registrada e o senhor respeite o juízo!

Advogado: Eu, mas escute, eu não respeito Vossa Excelência enquanto não me respeita como defensor do acusado…

Sergio Moro: O senhor respeite, o senhor respeite o juízo! Já foi indeferido.

Advogado: Vossa Excelência tem que me respeitar como defensor do acusado, aí então Vossa Excelência tem o respeito que é devido a Vossa Excelência, mas se Vossa Excelência atua como acusador principal, Vossa Excelência perde todo o respeito.

Sergio Moro: Sua questão já foi indeferida, o senhor não tem a palavra… A senhora pode responder essa questão? Ela era tratada como adquirente em potencial ou uma pessoa à qual o imóvel já tinha sido destinado?

A testemunha Marilza da Silva Marques, engenheira da OAS, respondeu que 'sim', ela era tratada como a dona do imóvel.

Veja o vídeo abaixo.

da Redação

da Redação

Comentários

Mais em Política