Pressionado, Renan recua

Na noite desta quarta-feira (14) pressionado pelos demais senadores, o senador Renan Calheiros foi obrigado a recuar e desistiu de colocar em votação o tal projeto de lei de abuso de autoridade.


O presidente da casa, em mais uma indiscutível derrota, teve que mandar a lei para discussão na Comissão de Constituição e Justiça.

Assim, a lei de abuso de autoridade só será votada em 2017, quando o senador alagoano não será mais presidente do senado federal.


"Interpretando o sentimento da Casa, eu quero adotar a decisão sugerida. Nós vamos levar essa matéria para tramitar na Comissão de Constituição e Justiça", disse Renan.

Ao anunciar a retirada do projeto da pauta, o peemedebista foi aplaudido por parte do plenário do Senado.

O projeto, apresentado pelo presidente do Senado, revoga a legislação vigente e estabelece novas punições a juízes e procuradores, entre outras autoridades.


da Redação

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Política