Impeachment evitou a formação de uma dupla abominável: Lula e Renan

Por pior que Michel Temer venha conduzindo o seu governo, o impeachment, na prática, teve um efeito esplêndido. Evitou a formação de uma abominável e implacável dupla, que fatalmente botaria fogo e muito dinheiro para destruir a Operação Lava Jato.


Lula, seria ministro chefe da Casa Civil, com poderes de presidente da República, e Renan Calheiros, presidente do Senado Federal.

O ex-presidente, atualmente réu em cinco processos crimes, não tivesse havido o impeachment, teria o nefasto ‘foro privilegiado’ e não seria réu em nenhuma ação.

Renan, com a parceria de Lula, estaria livre para todas as pilantragens que sabe muito bem fazer.

Os inimigos da Lava Jato, o PT, Lula e o próprio Renan estariam muito mais fortes.

Só esses fatos já demonstram a importância dos movimentos populares que lutaram pela defenestração de Dilma Rousseff.

Ademais, por pior que esteja o temerário Temer, tem mais credibilidade que Dilma, que, aliás, não tinha mais nenhuma.

A vaca já estava tossindo e se esgoelando.

Gonçalo Mendes Neto

redacao@jornaldacidadeonline.com.br

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Política