No mundo da propina, a desfaçatez de Lula, da Odebrecht e da Itaipava

Gradativamente vão sendo reveladas de quais formas as propinas da Construtora Odebrecht eram repassadas ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.


De maneira até jocosa, procuravam dar um ar de legalidade nas transações ilícitas.

A cervejaria Itaipava era uma das empresas que funcionava nos repasses do dinheiro sujo.

Em troca, Lula elogiava a cerveja, dizia que era a melhor do Brasil.

Entre 2013 e 2015, foram repassados a Lula, via Itaipava, R$ 1,55 milhão.

Email de Walter Farias, o ‘Wárti’, dono da Itaipava, para Paulo Okamotto, presidente do Instituto Lula e ‘braço direito’ de Lula nestas questões, o ‘bilionário da cerveja’ pede que Lula que elogie a Itaipava em uma palestra na Bahia.

‘Eu duvido que tenha no mundo uma cerveja melhor do que a Itaipava’, diz Lula para um público restrito’. Em contrapartida a dinheirama sai da conta da Odebrecht, passa pela conta de Wárti e chega suavemente no bolso de Lula, a alma mais honesta do Brasil.

É a lama generalizada!

Gonçalo Mendes Neto

redacao@jornaldacidadeonline.com.br

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Comentários

Mais em Política