No Panamá Lula intermediou R$ 104 milhões em propina

Entre 16 de dezembro de 2009 e 27 de agosto de 2012 autoridades do Panamá receberam um montante de propina proveniente da Construtora Odebrecht correspondente a 32,8 milhões de francos suíços (R$ 104 milhões).

A revelação é feita em reportagem do jornal ‘O Estado de São Paulo’, que obteve documento que revelam os pagamentos.

Lula foi o intermediário da orgia panamenha.

Para realizar a falcatrua sem deixar rastros, a Odebrecht criou empresas de fachada no Panamá.

Não foi a toa que o ex-presidente Ricardo Martinelli, muito bem lembrado em nota do site ‘O Antagonista’, disse no dia 20 de maio de 2011, ‘Lula é o melhor presidente do mundo’.

Foram oito repasses de propina.

Martinelli amava Lula, no meio da lama.

da Redação

da Redação

Comentários