Novo despacho de magistrado desmascara a Polícia Militar

A Justiça decretou nesta quinta-feira (5) a prisão do policial rodoviário federal Ricardo Su Moon, que no dia 31 de dezembro matou covardemente o jovem empresário Adriano Correia.


Logo após os fatos, o ‘Jornal da Cidade’ denunciou a Polícia Militar por ter se acovardado ao não efetuar a prisão preventiva do criminoso (veja aqui).

A PM manifestou-se em solidariedade aos policiais que participaram da ocorrência, esclarecendo que adotaram a postura correta, conduzindo Ricardo Su Moon até a presença do delegado de polícia civil, que efetuou a prisão em flagrante.

O novo despacho desmente a PM. O juiz afirma que o policial compareceu à delegacia e não foi conduzido pela polícia militar, o que indica prática de favorecimento a Ricardo Moon. Inclusive, a constatação desse fato foi um dos motivos que ensejaram a decretação da prisão preventiva.

O fato é que não fosse a mobilização da sociedade, fatalmente esse processo tomaria rumo tortuoso, em favorecimento a impunidade.

Lívia Martins

liviamartins.jornaldacidade@gmail.com

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Foco MS