Trambicagem de Geddel é um descalabro bilionário

Apenas na gestão de Geddel Vieira Lima (PMDB-BA) como vice-presidente de Pessoa Jurídica da Caixa Econômica Federal, entre 2011 e 2013, quatro grandes empresas abocanharam ilicitamente R$ 4,3 bilhões.


Quando considerados os recursos subtraídos do FI-FGTS, o valor repassado alcança R$ 6 bilhões. É um descalabro!

De acordo com o ‘Estadão’, as quatro grandes empresas são: JBS Friboi, a J&F Holding, o Frigorífico Bertin e a Marfrig.

Os empréstimos junto à Caixa são ilícitos sim, porque só aconteceram graças aos trambiques e às propinas pagas a Geddel Vieira Lima, Eduardo Cunha e ao PMDB.

Noutras palavras, vagabundagem pura!

Helder Caldeira

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Política