Sem dinheiro e com receio de fiasco, PT adia lançamento de candidatura de Lula

A ideia da cúpula petista era já neste mês de janeiro fazer um grande evento para lançar a candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva como candidato a presidente em 2018.


Com isso acreditavam que reforçariam a iniciativa de dar um caráter político às investidas da Operação Lava Jato contra Lula.

Entretanto, a aversão de uma parte da militância, a apatia de outra parte e a falta de dinheiro, motivou o adiamento. A queda do dízimo partidário foi avassaladora e a receita do partido caiu sensivelmente.

Por outro lado, Lula também teria ficado muito abatido no dia 12 de janeiro, quando participou do 33.º Congresso da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), em Brasília. Um grupo de militantes hostilizou o ex-presidente, virou às costas no momento de sua fala, aos gritos de ‘Fora Temer, fora todos’ e ‘Lula não nos representa’.

Talvez, tenha sido a primeira vez na história que Lula foi hostilizado num ambiente repleto de petistas.

 Lula já não é unanimidade nem entre os mais ardorosos petistas.

da Redação

da Redação

Comentários

Mais em Política