Choro, medo e depressão estão destruindo Sérgio Cabral Filho

O semblante atual do ex-governador é outro, bem diferente daquele que estampava no dia de sua prisão.


Cabral está acabado, tomado por uma intensa e inconsolável depressão.

Um homem que teve poder e muito dinheiro, hoje não tem mais nenhum tipo de privilégio, confinado numa pequena cela com o uniforme verde de presidiário, cabeça raspada e o medo de uma rebelião.

Bangu está um barril de pólvora, notadamente após a chegada de 600 presos da facção criminosa ADA (Amigos dos Amigos). 

A coluna Radar da Revista Veja revela que ‘as piores crises de choro, com soluços em alto volume, podem ser ouvidas por carcereiros que ficam a até 50 metros de distância da cela de Cabral.

É de dar dó...

da Redação

da Redação

Comentários

Mais em Política