Orcrim em festa: ‘Acidente’ e morte de Teori interrompem a Lava Jato

Tudo o que diz respeito a ‘Lava Jato’ vai ficar praticamente parado em função do acidente aéreo envolvendo o relator da maior operação contra a corrupção da história.


A ‘fatalidade’ ocorre no momento em que o ministro estava prestes a homologar a delação premiada da Odebrecht, tida como ‘a delação do fim do mundo’.

De acordo com o regimento do STF, em seu artigo 38, o Relator é substituído em caso de aposentadoria, renúncia ou morte, pelo ministro nomeado para a sua vaga.

Isto quer dizer que o novo relator da Lava Jato será literalmente escolhido pelo presidente Michel Temer e que tudo ficará parado até que a escolha seja sacramentada e o escolhido seja sabatinado pelo Senado Federal.

O filho do ministro, Francisco Zavascki postou, em maio de 2016, sobre supostas ameaças que seu pai e sua família estariam sofrendo.

A Orcrim que roubou bilhões do Brasil está em festa.

Assim, vale ver o que disse sobre o acontecimento fatídico o jornalista Percival Puggina: 'Se não for, se realmente aconteceu um acidente, se tudo não passa de coincidência e acaso, se os ventos da fortuna resolveram soprar em favor dos réus e investigados da Lava Jato e derrubar aquele aviãozinho, então devemos reconhecer que os corruptos brasileiros têm mais sorte do que juízo. E, nesse caso, estão no negócio errado, porque com tanta sorte deviam deixar-nos em paz, mudar-se para Las Vegas e se dedicar à roleta'.

da Redação

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Direito e Justiça