Num beco sem saída, Cabral decide delatar

A decisão parece que está prestes a ser tomada. O ex-governador, percebendo que suas chances de se livrar da prisão são praticamente inexistentes, já manifestou a intenção de articular um acordo de delação premiada. 

Preso desde novembro do ano passado e alvo de mais uma investigação relacionada à Operação Lava Jato, Sérgio Cabral (PMDB) quer fazer acordo de delação premiada. A intenção de colaborar e negociar uma pena menor em eventual condenação foi repassada a aliados próximos.

O ex-governador tem tidos crises contantes de choro em Bangu 8 e está preocupado com o ambiente hostil no presídio, onde cumpre prisão preventiva, em função de três mandados, dois expedidos pelo juiz Marcelo Bretas, do Rio – nas operações Calicute e Eficiência -, e um pelo juiz Sérgio Moro, responsável pela Lava Jato em Curitiba.

De acordo com reportagem realizada pelo Estadão, duas fontes com acesso ao núcleo de defesa de Cabral, confirmaram a definição pela negociação de acordo de delação.

É mais um problema seríssimo para Lula, Dilma e o PT.

da Redação

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Direito e Justiça