Sucessor de Renan é ainda mais voraz que Renan

‘Se é um dos amigos do rei, dê um jeitinho de contratar!’ Essa é a máxima da quadrilha de colarinho-branco que governa o Brasil há mais de três décadas.


Observe o caso do senador Eunício Oliveira (PMDB/CE), provavelmente candidato-único à sucessão de Renan Calheiros (PMDB/AL) na presidência do Senado Federal.

De acordo com matéria-denúncia do Estadão deste domingo (29), duas das empresas do senador cearense possuem ‘negócios’ com a União que ultrapassam R$ 700 milhões.

Só um contrato com o Banco do Brasil renderá meio bilhão de Reais à empresa de Eunício; a Caixa, loteada pelo PMDB, pagará outros R$ 147 milhões; e ainda há ‘negócios’ com o Banco Central do Brasil, com o Ministério da Saúde e com o DNIT – Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes.

Vale lembrar: entre 2007 e 2011, uma das empresas do senador Eunício Oliveira teve contratos de mais de R$ 1 bilhão com a Petrobras. Mas, em 2011 e muito antes da Operação Lava Jatto e o Petrolão, o próprio Estadão denunciou que a empresa fraudou uma licitação de R$ 300 milhões na estatal. Logo após a denúncia, Eunício criou sócios e transferiu suas cotas para eles. Tudo ficou por isso mesmo e a impunidade venceu, como sempre acontece neste país de pilantras.

Leia a matéria do Estadão (veja aqui)... e sinta-se um pobre imbecil.

Helder Caldeira

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Política