Propina para ministro do TCU foi de R$ 1 milhão, garante ex-diretor da Petrobras

O ministro do Tribunal de Contas da União Augusto Nardes, recebeu o ex-diretor da Petrobras Renato Duque em sua residência com um lauto jantar, oportunidade em que acertaram uma propina de R$ 1 milhão, importância paga ao ministro para que não criasse empecilho em procedimentos contratuais de uma plataforma.


É o conteúdo de um anexo do acordo de delação premiada de Duque.

Com isso, mais uma vez o ministro volta a aparecer em uma delação premiada como assíduo e voraz recebedor de propina. Ele já havia sido mencionado na delação do ex-deputado Pedro Corrêa.

Em 2005, quando Nardes foi nomeado para o TCU pelo ex-presidente Lula, foi destruído um recibo que comprovava o pagamento da propina para não ‘prejudicar sua nomeação’, segundo Corrêa.

Augusto Nardes nega as informações e sustenta que nunca recebeu o delator Renato Duque em sua casa. Diz ainda que o condenou em processos no TCU, ‘Deve ser vingança’, alega o ministro.

da Redação

Fonte: Folha de S. Paulo

da Redação

Comentários

Mais em Direito e Justiça