No auge de Eike, numa entrevista, jornalista cantou a pedra e duvidou da fortuna (veja o vídeo)

Quando Eike Batista desfrutava da condição de bilionário, ‘Top 10’ da revista Forbes, reverenciado pela então presidente Dilma Rousseff como um ‘motivo de orgulho para o país’, um jornalista teve a sensibilidade de questioná-lo e duvidar da robustez de sua fortuna, ao vivo, num programa de TV.

Trata-se do ‘antagonista’ Diogo Mainardi.

O ‘bilionário’, pomposo, se gabava de seu dinheiro e de suas empresas

A intervenção do jornalista começa no minuto 1:14 do vídeo.

Mainardi diz para Eike que ele visto de fora mais parece uma figura do mundo de espetáculo do que do mundo dos negócios.

Prossegue dizendo que as tais empresas do ‘bilionário’ dão a sensação de que são ‘uma corrente de Santo Antônio da Bolsa de Valores’.

E conclui questionando se as empresas existem de fato, geram receitas e dão lucros.

Antes da resposta de Eike, o âncora do programa, anestesiado diante do afortunado cidadão, intervém e passa um vídeo mostrando o trabalho do grupo ‘EBX”.

Mainardi ainda retorna dizendo que Eike está mais próximo da Regina Duarte e Tonico e Tinoco, do que do ‘homem de negócios’.

Eike, atordoado, responde sem ser convincente.

Na época, quase ninguém percebeu, mas Mainardi estava certo.

O tempo demonstrou que Eike era um grande mico.

Abaixo veja o vídeo.

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Comentários

Mais em Variedades