Decano rasga novamente a Constituição e mantém candidatura de Maia

Não obstante o texto claríssimo da Constituição, o ministro Celso de Mello conseguiu argumentos para contrariá-lo e atender ao apelo da medíocre classe política brasileira.


Rodrigo Maia, a maior revelação da politicagem nacional em 2016, será reeleito presidente da Câmara Federal.

Nossa Suprema Corte não está ‘acovardada’, na realidade está manipulada.

Parece que para o STF a Constituição é um mero detalhe. O que vale são os acertos e os conchavos.

A decisão do decano permite que Maia concorra à reeleição, em flagrante desrespeito ao artigo 57 de nossa Carta Magna, que é claro como a luz do sol.

Diz o artigo que é ‘vedada a recondução para o mesmo cargo na eleição [da Mesa Diretora] imediatamente subsequente”.

Ora, Maia é o atual presidente e a Constituição não faz qualquer ressalva com relação ao tal mandato tampão.

O decano inventou.

É lamentável!

Gonçalo Mendes Neto

redacao@jornaldacidadeonline.com.br

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Direito e Justiça