Um ‘Lobão’, senador sarneysista, irá presidir sabatina de novo ministro do STF

Um senador sarneysista investigado por alta corrupção na Operação Lava Jato irá presidir a sabatina de um cidadão indicado à vaga de ministro do Supremo Tribunal Federal por um presidente da República diversas vezes citado na Operação Lava Jato, cuja missão é ser o revisor em plenário das ações penais da Operação Lava Jato.


Redundante? Criminoso.

Só no Brasil essas barbaridades são possíveis. Em qualquer nação democrática e minimamente civilizada, esses três senhores de colarinho-branco, gravatas cafonas e esposas e amantes ‘mandacaru-quando-flora-lá-na-seca’ já estariam trancafiados no xilindró.

#oBRASILprecisadeQUIMIOTERAPIA 

Helder Caldeira

da Redação

Comentários

Mais em Política