Médica cubana vence na Justiça, fica no Brasil e agora quer salário integral

Então, pessoal, vamos parar de brigar entre nós e nos unir em torno de algo que nos é consenso?


A médica Iramis Maria Camejo Solano, cubana, conseguiu que um juiz ordenasse que ela siga morando no Brasil, atendendo solicitação dela, que não quer voltar a morar na ilha-ditadura.

Agora, ele deve julgar outro pedido dela: a abolição da escravatura. Ela pediu que o governo brasileiro deixe de pagar 75% do salário dela para o governo cubano.

Tomara que o juiz Renato Câmara Nigro, de Campinas, dê ganho de causa a Iramis.

Vamos apoiar Iramis? Abaixo a escravidão.

Abaixo a ditadura.

Aurelio Schommer

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Direito e Justiça