Dilma diz que confia em Obama e descarta novas espionagens

A Secretaria de Comunicação Social (Secom) da Presidência da República divulgou nota neste sábado (4) reafirmando que a presidenta Dilma Rousseff mantém a confiança no compromisso assumido pelo presidente norte-americano, Barack Obama, de que seu governo não voltaria a investigar o Brasil e empresas brasileiras clandestinamente. 

A Agência Nacional de Segurança (NSA, na sigla em inglês) norte-americana espionou não só a chefe de Estado nos últimos anos (até 2013), mas também integrantes e ex-integrantes importantes do governo nas áreas econômica, financeira e diplomática.

Entre os alvos da espionagem norte-americana,  o ex-ministro da Casa Civil, Antonio Palocci e o assistente pessoal de Dilma, Anderson Dornelles, responsável pelos telefonemas privados da presidenta, cujo celular foi rastreado. O avião presidencial também foi alvo da “bisbilhotagem” dos EUA, mostrou a reportagem.

Dilma diz considerar o assunto “superado”.

Ainda segundo a Presidência da República, a parceria estratégica entre Brasil e Estados Unidos se tornará cada vez mais sólida, com relação baseada no respeito mútuo e no desenvolvimento de ambas as nações. 

da Redação

Comentários