O que o "Fantástico" vai mostrar hoje na tela da Globo?

O

Os autos do GAECO tornaram-se públicos a mais de dois meses, acessíveis a qualquer cidadão. O que será mostrado hoje na reportagem do programa "Fantástico" da Rede Globo não é nenhum segredo, foi devidamente apurado e investigado pela polícia, está carreado de provas robustas e de inúmeros testemunhos, além de áudios e vídeos realizados com a devida autorização judicial.

Antes desta reportagem do Fantástico, o "Jornal da Cidade", através do nosso editor, jornalista José Tolentino, foi voz praticamente isolada denunciando esta bandalheira.

Quem segue o site, ou a página pessoal de nosso editor no facebook, vem acompanhando este trabalho incansável. Mais cedo, ou mais tarde, a grande imprensa nacional iria tomar conhecimento. Chegou a hora. O Brasil vai saber o quanto anda Mato Grosso do Sul e, mais especialmente, a nossa Capital.

E, com toda certeza, o "Fantástico" não vai mostrar tudo, pelo contrário, de qualquer forma, nós continuaremos aqui denunciando e desmascarando pessoas como este homem que representa algo extremamente nocivo para a nossa sociedade. Um moço que se diz pastor, mas que se prevalece da fé das pessoas, que não tem nenhum senso ético e que não tem escrúpulo. 

O detalhe sórdido e mais indignante, é que durante todo esse tempo que o processo está publico, nenhuma voz da imprensa de MS levantou-se ao nosso lado, salvo algumas raras exceções. Todos emudeceram, calados obviamente pelas polpudas verbas publicitárias da Prefeitura Municipal de Campo Grande.

No mesmo compasso, andou o Poder Judiciário. Continou inerte, permitindo que o falso pastor permanecesse no cargo, abrigando dois filhos de desembargadores, sem que se manifestasse sobre os processos de recondução do prefeito legitimamente eleito e cassado por um nefasto e evidente golpe político.

Não foi diferente a atuação da Câmara Municipal de Campo Grande. Também pudera, foi cúmplice do golpe e detém apetitosa fatia da gestão golpista.

Tudo muito lamentável.

Vamos aguardar o dia de amanhã, uma segunda-feira, que deverá iniciar novos tempos para Campo Grande.

A Justiça terá que se pronunciar.

José Tolentino

Editor do Jornal da Cidade Online

José Tolentino

Jornalista. Editor do Jornal da Cidade Online.

Comentários