Marido de Marta não prestava para nada e recebia 20 mil por mês, revela delatora

A delação de Mônica Moura trouxe uma inusitada revelação.

O argentino bonitão que a senadora Marta Suplicy arrumou depois que escanteou o ex-marido, o atual vereador Eduardo Suplicy (PT-SP), não tinha qualquer serventia. Era um zero a esquerda, quando o assunto era trabalho.

Mesmo assim foi lhe dado um emprego na empresa de João Santana, tão somente para agradar a senadora.

Luis Favre, que antes de se casar com Marta, segundo Mônica Moura, não tinha dinheiro nem mesmo para ‘comprar uma bicicleta’, passou a receber a bagatela de R$ 20 mil, por mês.

‘A gente aceitava para agradar. Não tinha nenhuma utilidade. Ela (Marta) disse que eu não me preocupasse com o custo, que seria compensado com verba extra-oficial’.

Sem dúvida, uma infâmia.

De qualquer forma, Marta já largou o argentino espertalhão.

Jaqueline Lombardi

[email protected]

da Redação

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Variedades

loading...