Envolvimento dos filhos tem sido traumático para dona Beth Puccinelli

A situação para a família do ex-governador de Mato Grosso do Sul, André Puccinelli, está cada vez mais difícil, complicada e humilhante.

André sempre acreditou piamente na impunidade. Foi o seu grande erro estratégico.

No seu caso a arrogância suplantou a inteligência.

Não percebeu que enquanto era o governador, mandava e desmandava porque tinha o cargo. ‘Rei morto, rei posto’. Sem cargo e sem foro privilegiado, tornou-se ‘quase’ que uma pessoa comum.

Porém, o grande pecado de André foi envolver em suas falcatruas, os filhos.

Segundo dizem, dois jovens brilhantes. André Puccinelli Júnior, advogado e professor universitário, e Vanessa Puccinelli Dotti, médica vocacionada e competente.

O rapaz responde a processo por ter participado diretamente dos esquemas do pai, dificilmente escapará de uma severa pena.

Por outro lado, tentando abreviar o caminho da carreira da filha, que certamente seria exitoso pelas vias normais, André injetou dinheiro e construiu uma clínica de primeiro mundo, com aparelhagem sofisticada, um complexo exuberante.

Para tanto comprou o prédio principal e outros prédios ao redor. A Polícia Federal quer saber agora de onde veio tanto dinheiro.

Vanessa Puccinelli já teve o constrangimento de comparecer a sede da PF para tentar explicar o inexplicável. Que situação!

Para a mãe, dona Beth, muito pior do que a nova prisão do marido, é ver o filho também preso e a filha com problemas com a PF.

Nesta sexta-feira (20), pai e filho, André e André Júnior, estão novamente juntos no xilindró.

Lívia Martins

Articulista e repórter
livia@jornaldacidadeonline.com.br

Comentários