Amadurece o plano do PT de transformar Brasil em nova Venezuela

Uma coisa deve ficar clara para todos os brasileiros. O maior esquema de cooptação de dinheiro público pelo grupo JBS ocorreu nos governos Lula e Dilma. 

Foi na era PT que os irmãos Batista tornaram-se bilionários, através de empréstimos que nunca serão pagos, com a contrapartida de propina para petistas e financiamento de campanhas petistas.

Numa bem engendrada trama, pegaram Temer e Aécio, em conversas, negociações e negociatas com Joesley Batista, pondo a baixa o atual governo em seu melhor momento, quando a economia começava a apresentar reação positiva, numa demonstração de que 2018 seria um ano bem melhor para o Brasil e uma catástrofe para o PT.

Assim, a situação atual é Michel Temer sem a mínima credibilidade para continuar governando e o PT caminhando para fazer valer o seu plano, já divulgado nos grupos de WhatsApp e redes sociais.

O Plano que está em andamento: 

1. Afasta-se Temer. Rodrigo Maia assume provisoriamente por trinta dias.

2. A esquerda inicia uma campanha nacional na mídia e nas ruas com mobilizações de grande porte, a fim de parar o país, exigindo diretas já. Faz-se o possível para dar a impressão de que isso interessa ao Brasil. Parte significativa de não-petistas aderem ao grito de "diretas já".

3. Tenta-se convencer a população que o Congresso não tem moral para eleger o presidente-tampão.

4. Bombardeia-se o STF com recursos que pretendem validar o "clamor das ruas".

5. O Congresso pressionado pelas paralisações e pelo STF muda a Constituição, através de emenda, para que a escolha do presidente-tampão não seja indireta como manda a Constituição, abrindo-se a campanha para eleição direta do presidente.

6. Inicia-se uma campanha midiática, a mais poderosa possível, apresentando Lula como a solução e como perseguido por Moro, pela lava-jato e pelas elites.

7. Lula tem grande chance de ser eleito.

8. Se eleito, Lula fica livre de qualquer condenação pela lava-jato, pois o presidente não pode responder por crimes alheios ao mandato em curso.

9. Lula utiliza este ano e meio para ampliar, como nunca antes, as bases eleitorais com distribuição maciça de verbas para setores estratégicos a fim de garantir a reeleição.

10. Os adversários políticos perdem qualquer força midiática e a lava-jato se esvazia.

11. O PT se fortalece corrigindo todas as brechas políticas criadas pelo governo Dilma.

12. Lula é reeleito para o mandato 2018-2022.

13. O Estado é aparelhado como nunca antes na história deste país.

14. Silencia-se a imprensa de oposição através de corte maciço da propaganda do Governo e da aprovação do marco regulatório.

15. O PT implementa, rápida e eficazmente, as mudanças estratégicas necessárias rumo a um Estado de inspiração castrista.

da Redação

da Redação

Comentários

Mais em Política