As fartas provas contra Lula e a cegueira negacionista dos petistas (veja vídeo e fotos)

O Jornal da Cidade Online, diante da cansativa cantilena de alguns incautos, que ainda defendem a absurda ‘inocência’ do criminoso Luiz Inácio Lula da Silva, resolveu se debruçar sobre apenas um dos seis processos que tramitam contra o meliante. O mais recente, o do sítio de Atibaia.


É impressionante o número de provas documentais, fotográficas e até uma gravação, demonstrando que Luiz Inácio é o proprietário do sítio. Porém, o mais importante, diante desta irrefutável comprovação, é a constatação de que Lula sempre recorreu a utilização de ‘laranjas’ para a ocultação de seus bens.

Assim, fica notoriamente evidenciado que o petista tem muitos outros bens adquiridos com o dinheiro da propina que recebeu ao longo dos 13 fatídicos anos da era PT.

O sítio só foi descoberto porque era um local em que ele publicamente frequentava para o lazer. A Operação Lava Jato descobriu obras que foram feitas na propriedade, por empresas e empresários envolvidos em corrupção, sem que houvesse a contrapartida, ou seja, o pagamento pelos serviços. Logo, a dedução lógica de que as tais obras foram parte da retribuição por vantagens ilícitas.

Flagrado, a alternativa de Lula foi negar ser o proprietário, vez que sorrateiramente mantinha o bem em nome de terceiros, atitude própria de pessoas que caminham na estrada da ilegalidade. Fernandinho Beira-Mar também não tem bens em seu nome.

Enumerando o arsenal de documentos que comprovam que Lula é o dono do sítio, comecemos pelos email enviados da propriedade rural para o Instituto Lula.

Inúmeros e-mails do caseiro conhecido como Maradona, foram enviados para o instituto Lula e estão juntados aos autos. Eis algumas das mensagens e observem o teor:

Em 21 de abril de 2015, Maradona enviou um e-mail com a mensagem ‘avião aki na chácara hoje pela manhã’.

No dia 31 de julho do mesmo ano, o caseiro enviou a mensagem ‘obras no sítio’ com uma lista de materiais. E acrescentou que havia sido combinado com dona Marisa.

Em outubro de 2014, o caseiro disse ‘boa tarde morreu mais um pintinho essa noite e caiu dois gambá nas armadilhas essa noite’. O e-mail estava intitulado ‘armadilha’.

Sem dúvida, informações que só interessam aos donos do sítio e que certamente foram encaminhadas pelo caseiro ao instituto do patrão.

Por outro lado, quando do cumprimento do mandado de busca e apreensão no sítio, em 04 de março de 2016, o cenário encontrado não deixa a menor dúvida sobre a propriedade do imóvel.

O sítio estava totalmente personalizado e ostentava na sua principal parede a figura do dono. Veja:

Na parede principal, a foto do dono
Na parede principal, a foto do dono

O barquinho tinha gravada em sua carcaça os nomes dos donos do sítio. Veja:


Um tom romântico: Lula & Marisa
Um tom romântico: Lula & Marisa

Na adega, as bebidas de preferência do tal Luiz Inácio e inúmeras notas fiscais em nome de familiares.


Na adega, os vinhos e cachaças preferidos de Lula
Na adega, os vinhos e cachaças preferidos de Lula

Da mesma forma, pela propriedade, em todos os seus cantos e recantos, pertences de Luiz Inácio foram encontrados.


Espalhados pelo imóvel, propagandas de Lula
Espalhados pelo imóvel, propagandas de Lula

Inúmeras fotos de Lula e Marisa foram encontradas
Inúmeras fotos de Lula e Marisa foram encontradas
 

Por fim, como se não bastasse, a já mencionada gravação. Traído pelo excesso de mentiras, Lula confirma que ele próprio tratou com Léo Pinheiro e Paulo Gordilho, os detalhes da reforma.

Abaixo veja o vídeo e tire suas conclusões.

Jaqueline Lombardi

jaqueline@jornaldacidadeonline.com.br

da Redação

Comentários

Mais em Direito e Justiça