Não existe a menor possibilidade de Lula ser novamente candidato. Ponto final

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva não será candidato agora e nem em 2018.

Esta possibilidade só existe na cabeça de alguns militantes petistas insanos, movidos por um exacerbado fanatismo, sem nenhum sentimento patriótico e sem capacidade para análise desapaixonada do atual momento político.

Lula não será candidato agora, quando ainda teria possibilidade jurídica, porque simplesmente não haverá eleição direta. ‘Diretas Já’ é uma ideia que nasceu natimorta.

Não há condições, nem tempo hábil, nem dinheiro e muito menos vontade política para uma eleição direta presidencial em 2017.

Mormente quando Lula desponta com um leve favoritismo, em função da revelação de que a podridão se estabeleceu em toda a classe política brasileira.

Seria uma temeridade permitir que Lula tenha a possibilidade de disputar eleição e voltar ao poder. Estaríamos fatalmente caminhando no rumo tomado pela Venezuela. Ninguém quer isto, nem mesmo os ministros do STF nomeados pelo PT.

Lula já demonstrou que a sua alucinação por retomar o poder, mira a vingança contra a imprensa independente, contra a Operação Lava Jato e contra todas as autoridades que trabalham para colocar os corruptos na cadeia, em razão dos inúmeros crimes cometidos, inclusive o ex-presidente.

Da mesma forma, Lula também não será candidato em 2018, pois caso ainda não esteja preso, fatalmente estará inelegível.

Ainda neste mês de junho o juiz Sérgio Moro deve prolatar a sentença condenatória do caso de corrupção e lavagem de dinheiro envolvendo o tríplex de Guarujá.

O Tribunal Regional de Recursos da 4ª Região, a segunda instância de Moro, no início do próximo ano, deve confirmar a sentença e liquidar a fatura, expurgando definitivamente Lula do cenário político e, possivelmente, mandando-o para o xilindró.

Quem viver verá!

Gonçalo Mendes Neto

goncalo@jornaldacidadeonline.com.br

da Redação

Comentários