Grolli Transborda! Pinta e borda, semeia pra ver brotar...

E brota!!

Foi no dia 4 passado - junho de 2017 - na Praça das Águas, cantinho que tornou-se bucólico em Campo Grande – MS - depois da “ocupação pacífica” com finalidade digna e útil, pela Confraria Sociartista (tema doutro artigo) – que reencontrei Marilena Grolli.

Eu aumento o volume da música, coloco meus discos para tocar

Fecho o mundo lá fora até as luzes aparecerem Talvez as luzes da cidade, talvez as árvores tenham sumido Sinto meu coração começar a bater com a minha música preferida” *

Grolli e eu fomos colegas de turma de 1999 da Faculdade de Artes Visuais da UFMS – Universidade Federal de Mato Grosso do Sul. Àquela época, dos olhos negros de Marilena, qual generosas jabuticabas, já irradiava intensa gana pro trabalho, obstinação de quem sabe que chegará onde se propôs e está pronta pra ir adiante, aonde seu trabalho a conduzir.

Grolli semeia

Instrumentadora cirúrgica da pediatria dum grande hospital, esteve sempre numa relação de doação com os pequenos. Expandindo a capacidade intrínseca de partilha, dedicação ao outro e transmissão do conteúdo que traz liberado em si.

Desde criança Marilena desenha

Pinta e borda ao relacionar-se com o mundo por meio da arte. Nutre a alma via-retina, catalisa em seu prisma, o estímulo na chama que é, devolve ao mundo com sprays, pincéis e coragem digna de quem tem consciência da sua tarefa, de quem sabe o que é, e se orgulha disso tudo.

E todas as crianças dançam, todas as crianças a noite toda Até que a segunda-feira de manhã pareça outra vida Eu aumento o volume da música Dessa vez eu vou curtir

E o paraíso já está à vista” *

A primeira exposição foi uma coletiva, “da turma da faculdade, na Morada dos Baís, em 2000!” Recorda comigo atmosfera rica de recursos teóricos, técnicos e principalmente humanos, de que dispúnhamos na academia. Depois da graduação, Grolli especializou-se em Arte na Eduação, aí mermão.. Ninguém mais segura essa mulher!

Depois dessa, muitas outras vêm sucedendo, bem como workshops, rodas-de-conversa, oficinas de grafite no interior do estado de Mato Grosso do Sul e São Paulo. “É assim que eu me doo. Partilhando o que aprendi, como expresso visão de mundo”.

O Fruto

Da semente de Marilena brota: “Fruto que seja construtivo. Que possa inserir no coração das pessoas, antes da arte, a atitude de ajudar o próximo. Eu faço isso por meio da arte. Dou o melhor de mim em cada trabalho que realizo.”

“Eu aumento o volume da música, coloco meus discos para tocar

Sob os escombros cantam uma canção rebelde Não quero ver outra geração desistir

Prefiro ser uma vírgula do que um ponto final” *

“Certa vez, pedi pra fazer um grafite no muro de uma casa, a proprietária ficou ‘meio assim’. Finalizado o trabalho, ela se encantou e já viu que havia mato na calçada e se prontificou a zelar pela moldura do grafite. Então é isso: A arte muda a atitude.” Pra pensar.

“Talvez eu esteja no escuro, talvez eu esteja de joelhosTalvez eu seja a lacuna entre dois trapézios Mas meu coração está batendo e o meu pulso começa Catedrais no meu coração” *

E Grolli transborda!

Na humildade típica de quem bebe do mundo com sede. Afirma não ter certeza de nada, ao contrário de doutos pelaí, que dizem “lugar de arte não é na praça, nas calçadas ou na rua”, que expor nas ruas é “desvalorizar o produto”, opinião que admite que talvez até proceda, mas pra quem produz teoria acadêmica, não arte. Como têm de convencer bancas, e não tocar almas com a própria expressão... merecem nosso perdão e tolerância. “Eles não sabem do que falam...”

o/ o/ o/ o/ o/ o/ o/

“Enquanto vimos essa luz, eu juro, surgir piscando Para me dizer que vai ficar tudo bem Quando voamos pelas paredes, toda sirene é uma sinfonia E cada lágrima é uma cachoeira É uma cachoeira Oh

É uma cachoeira

Oh oh oh

É uma cachoeiraCada lágrimaÉ uma cachoeira

Oh oh oh

Então você pode me ferir, pode me machucar

Mas eu ainda erguerei a bandeira

Oh

Foi uma ca-ca-ca-ca-cachoeiraUma ca-ca-ca-ca-cachoeira

Cada lágrimaCada lágrimaCada lágrima é uma cachoeira

Cada lágrimaCada lágrimaCada lágrima é uma cachoeira

Cada lágrimaCada lágrimaCada lágrima é uma cachoeiraCada lágrimaCada lágrimaCada lágrima é uma cachoeira” *

* Trechos de Every Teardrop is a Waterfall de Coldplay (Ouça a música no clipe abaixo),;

João Henrique de Miranda Sá

Jornalista independente em Campo Grande - MS.

Mais de João Henrique de Miranda Sá

Comentários