Joesley terá que desnudar intrínseca relação com Lula, que envolve dinheiro, fazenda e gado

A estreita relação entre o empresário Joesley Batista e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva sempre foi muito evidente.


O crescimento extraordinário do grupo J&F durante as gestões de Lula, regado a benevolentes empréstimos do BNDES, é notório e inquestionável.

Não foi sem razão que surgiram rumores de que a família de Lula teria participação societária nas empresas dos Irmãos Batista.

Na realidade, Lula atuou como sócio de fato e oculto. É isto que está sendo apurado.

Por este motivo Joesley será interrogado novamente para esmiuçar a propina do PT e de Lula.

A história de que todos os pagamentos eram acertados com o ministro Guido Mantega, a partir de uma conta na Suiça, não foi digerida e não tem respaldo no que foi investigado.

O Ministério Público Federal já possui uma série de motivos para crer que outras formas de pagamento eram utilizadas para cobrir a parte de Lula no imenso lamaçal de dinheiro ilícito.

Inclusive, investigações realizadas pela Polícia Federal em Jaguari, uma pequena cidade do Rio Grande do Sul, revelam que muito gado adentrou numa propriedade que pertence ao ex-presidente, uma fazenda cinematográfica, com heliporto e enorme esquema de segurança, onde o filho de Lula, Fábio Luis, o ‘Lulinha’, desceu diversas vezes.

A tal fazenda e o gado teriam sido objeto de propina da JBS.

Os ‘laranjas’ nesse caso, seriam executivos da ‘Oi’ (veja aqui).

Edmundo Zanatta

edmundo@jornaldacidadeonline.com.br

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Denúncias