Gleisi e marido arrolam testemunhas sem nenhuma credibilidade

O réus Gleisi Hoffmann e Paulo Bernardo, ora processados por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, acabam de declinar nos autos o seu rol de testemunhas.

A lista é hilariante. O casal só relacionou cúmplices, parceiros de empreitada.

Confira a relação:

Luiz Inácio Lula da Silva

Dilma Rousseff

Graça Foster

Sérgio Gabrielli

Gilberto Carvalho

Beto Vasconcelos (ex-assessor de Gleisi)

O processo em referência diz respeito a acusação de que a dupla dinâmica articulou o recebimento de doação ilegal no valor de R$ 1 milhão para a campanha da senadora em 2010.

Falta o processo mais grave, o que causa mais indignação e teria sido arquitetado por Paulo Bernardo. É o que trata do crime entabulado para fraudar créditos consignados de servidores públicos, quando a empresa Consist, contratada para o serviço, cobrava mais do que deveria nos tais empréstimos e repassava 70% da cobrança indevida para o PT.

Será que repetirão as testemunhas ou arrolarão outros parceiros?

da Redação

da Redação

Comentários