A primorosa sentença de Antonio Palocci

Folheando às 306 páginas da sentença condenatória do ex-ministro Antonio Palocci Filho e outros doze réus, percebe-se claramente porque o índice de reforma das decisões do juiz Sérgio Moro é pequeno, quase irrisório.


O magistrado enfrenta corajosamente todas as questões expostas nos autos, sempre com bastante clareza e extraordinário embasamento jurídico.

A condenação de Antonio Palocci marca um momento memorável e único da história do Brasil. Um homem poderoso submetendo-se aos rigores da lei por ter participado de um dos maiores esquemas de corrupção da história da humanidade, que saqueou nossa maior empresa e dilapidou os cofres públicos da nação.

Com Palocci, chegamos a dez políticos condenados por esse juiz destemido e implacável.

Nos próximos dias teremos o décimo primeiro, o ‘comandante máximo’.

A ‘República de Curitiba’ merece aplausos.

Otto Dantas

otto@jornaldacidadeonline.com.br

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Direito e Justiça