Ex-procurador que atuou em escritório que fez acordo da JBS, agora está desempregado

A tese de que o ex-procurador Marcelo Miller deixou o serviço público para se associar aos advogados que fizeram a delação de JBS em troca de muito dinheiro, está reforçada. 

Alias, só isto justifica o seu pedido de exoneração de um dos cargos mais cobiçados da atualidade. 

Segundo Mônica Bergamo, da Folha de S.Paulo, o ex-procurador deixou o escritório e agora está desempregado ou, talvez, não necessite mais trabalhar.

Subentende-se que já fez a sua parte no contrato e já recebeu a fortuna combinada.


Ademais, sua participação no caso deu margem a muito falatório e a uma insinuação gravíssima proferida pelo presidente Michel Temer no discurso que fez em sua defesa, a de que o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, poderia ter participado da divisão do bolo.

De qualquer forma, uma coisa é certa, Marcelo Miller não teve uma conduta ética das mais exemplares e o seu procedimento foi amplamente criticado.

A compensação deve ter valido a pena...

da Redação

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Direito e Justiça