Estamos vivendo uma guerra que não é política!

Vou contar uma coisa aqui pra vocês sobre o ministro do Supremo Tribunal Federal Marco Aurélio Mello, que em decisão monocrática devolveu a Aécio o seu mandato de senador.


Pois bem, o ano era 1999 e havia no Brasil um banco chamado Marka do banqueiro Salvatore Cacciola (esse banco foi usado pelas Organizações Globo para bancar a compra de deputados para aprovar a emenda da reeleição) que havia sido preso por conta de uma fraude que deu um prejuízo de mais de 1 bilhão de reais ao Banco Central brasileiro.

Cacciola morava num condomínio de luxo na cidade do Rio de Janeiro, o famoso Gávea Golf Club, apartamentos custando na época 3 milhões de reais e taxa de condomínio de 8 mil reais, isso em 1999, faça uma comparação quanto valia 8 mil reais em 1999 e quanto vale realmente esses mesmos 8 mil reais em 2017.


Pois bem, Cacciola saiu da cadeia com um habeas corpus concedido pelo ministro Marco Aurélio de Mello e logo fugiu para a Itália, e agora vem a parte mais inacreditável desse acontecimento.

Vejam só vocês que menos de duas semanas depois que Cacciola fugiu do Brasil adivinhem quem é que foi morar no apartamento no Gávea Golf Club que até então pertencia ao banqueiro foragido? Sim amigos, ele mesmo, o ministro do Supremo Tribunal Federal Marco Aurélio de Mello.

Então, se a gente que é a gente fica sabendo dessas ‘coisinhas bobas’, imagina então o que o Aécio não deve saber pra fazer o ministro do Supremo Tribunal Federal soltar sua irmã e devolver seu mandato, não é mesmo?​ ​As estruturas republicanas estão podres. Temos que acabar de derrubar as mesmas.

EM TEMPO: O ministro Marco Aurélio de Mello foi indicado para a vaga no Supremo Tribunal Federal por seu primo Fernando Collor de Mello quando esse, que hoje é senador, era o presidente da República.


Nilton Costa

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Direito e Justiça