Em documento oficial, Gleisi pede pressão nos desembargadores do TRF

A senadora Gleisi Hoffmann tem demonstrado que realmente é uma ativista política débil, imoral e extremamente desrespeitosa com as autoridades e as instituições.


Ela efetivamente acredita que com movimentações bizarras poderá fazer pressão e influenciar nas decisões da Justiça.

Uma pena para a distinta senadora que o PT hoje perdeu força e militância para fazer grandes mobilizações. O dinheiro acabou e nenhum daqueles que se chafurdaram no mar de lama da corrupção quer meter a mão no bolso. Alguns diretórios já responderam, pedindo recursos para organizarem as tais manifestações.

Gleisi é ré, fatalmente será condenada, só está solta em razão de seu nefasto ‘foro privilegiado’ e está desmoralizada, pois, segundo as investigações realizadas, em seu caminho tortuoso meteu a mão no bolso do trabalhador, sem receio e sem dó, com a sórdida cumplicidade de seu marido e de seu suposto amante.

No documento enviado nesta quarta-feira, a senadora fala em pressionar o Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), demonstrando claramente que não acredita na isenção dos desembargadores e que ‘na marra’ conseguirá reverter a decisão. Veja abaixo:


Porém, com o recurso que será interposto pelo Ministério Público Federal, anunciado logo após a divulgação da sentença prolatada pelo juiz Sérgio Moro, que será impetrado no sentido de que a pena de Lula seja aumentada, acredito piamente nesta segunda hipótese, pois do ponto de vista jurídico não existe possibilidade de reversão do veredito. A sentença é primorosa, irretocável.

O juiz Moro foi brando condenando Lula a apenas nove anos e meio. No caso valeu pelo sarcasmo. É uma pena que Lula pode contar nos dedos de suas mãos.

As mesmas mãos que se atolaram no mar de lama criado pelo PT.

Gonçalo Mendes Neto

goncalo@jornaldacidadeonline.com.br

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Política