Gleisi, agasalhada pelo ‘foro privilegiado’, afronta desembargadores do TRF

Essa senadora Gleisi Hoffmann é efetivamente indecorosa, aética e sem qualquer senso de responsabilidade.


Vale-se do mandato para promover ações estapafúrdias e sem qualquer nexo. A recente ocupação da mesa do senado foi uma clara demonstração.

Fosse o senado brasileiro uma instituição formada por pessoas sérias e decentes, Gleisi fatalmente não escaparia de uma severa punição, quiçá uma exemplar cassação.

Por outro lado, após a condenação de Lula, um criminoso sem limites, a senadora petista passou a desferir ofensas contra o juiz Sérgio Moro.

Numa recente reunião partidária ela qualificou o magistrado como ‘covarde’ e afirmou que sua decisão teria sido ‘política’, tentando visivelmente insuflar o ódio no que ainda resta da militância do PT.

Nos últimos dias, Gleisi tem afrontado os desembargadores do Tribunal Regional Federal da 4ª Região - que irão julgar o recurso da defesa de Lula contra a decisão do juiz Sérgio Moro – dizendo que espera que desta feita a decisão não seja ‘política’.

Na visão míope e insana da senadora, qualquer resultado que não seja a absolvição do ‘comandante máximo’ é ‘decisão política’.

Uma afronta contra o tribunal, contra os desembargadores e contra a instituição.

No cargo que exerce sua pregação deveria ser de respeito às decisões do Poder Judiciário.

Definitivamente, Gleisi não tem a menor noção do que significa ‘respeito’, e, muito menos está preparada para conviver num regime eminentemente democrático.

Otto Dantas

otto@jornaldacidadeonline.com.br

da Redação

Comentários

Mais em Direito e Justiça