Adriana, R$ 10 milhões mais pobre

A quantidade de dinheiro acumulada pelo casal Sérgio Cabral e Adriana Ancelmo é incalculável e o escritório da ex-primeira dama funcionava freneticamente como uma insaciável lavanderia de dinheiro.

Adriana pouco ia ao escritório, a rigor nunca advogou. Quem cuidava de tudo era a secretária Michele Thomaz Pinto. O negócio da ex-primeira dama era a ‘captação’ de clientes, previamente indicados pelo marido, que pagavam verdadeiras fábulas a título de propina, travestidos de honorários advocatícios.

O que se sabe é que a dinheirama que entrou no escritório Ancelmo Advogados foi investida em várias frentes e muitos e muitos milhões estão em contas no exterior.

Todavia, gradativamente o dinheiro sujo vai sendo encontrado.

Na sexta-feira (21) a ex-primeira dama ficou pelo menos R$ 10 milhões mais pobre. Perdeu em definitivo tudo o que estava depositado no Itaú.

da Redação

da Redação

Comentários