Maduro efetua a prisão de juízes na Venezuela, o sonho de consumo de Lula

O presidente da Venezuela Nicolás Maduro pretende a partir desta segunda-feira (24) efetuar a prisão de 33 magistrados que considera ‘usurpadores’.


Neste domingo (23), o tirano declarou que os juízes serão presos, terão congelado os seus bens e contas bancárias e não terão direito a defesa.

‘Todos vão presos e todos terão congelados os bens, as contas e tudo mais, e ninguém vai defendê-los’, afirmou Maduro.

A ira do presidente da Venezuela relaciona-se ao fato de os tais magistrados terem sido nomeados pelo Parlamento para comporem o Tribunal Superior de Justiça (TSJ).

A iniciativa do parlamento em nomear uma Suprema Corte paralela foi no sentido de combater a Assembleia Nacional Constituinte, convocada por Maduro com o claro objetivo de estabelecer maiores poderes para si e adiar as eleições regionais previstas para este ano e as presidenciais marcadas para o final do ano que vem.

O voto para a Constituinte convocada por Maduro não será universal, mas efetuado por setores sociais e por comunidades, cabresteadas pelo tirano.

É mais um golpe que no decorrer da semana recebeu o apoio de toda e esquerda da América Latina, inclusive do PT e PCdoB.

da Redação

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Internacional