Advogado de Cabral adota esquema idêntico ao da defesa de Lula

É público e notório que o ex-governador Sérgio Cabral e o ex-presidente Lula atuaram em parceria e juntos fizeram inúmeros malfeitos.


Assim sendo, não é de se estranhar que nos processos em que Cabral é réu, os seus defensores adotem o mesmo esquema utilizado pelos advogados do ex-presidente, ou seja, o ataque sistemático ao juiz da causa, no caso do ex-governador o Dr. Marcelo Bretas, titular da 7ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro.

Rodrigo Roca, o advogado, entrou com uma exceção de suspeição contra o magistrado.

A alegação é de que ele antecipou sua análise sobre o caso das jóias, em entrevista ao jornal ‘Valor Econômico’, publicada no último dia 14.

Uma frase de Bretas embasa o recurso: ‘O que já estamos investigando? Transporte, saúde, obras, alimentação e joias. Mas nessa questão das joias existe uma dúvida. Eu ainda não decidi a respeito, se a joia era propina e ostentação ou se era lavagem de dinheiro. Isso eu tenho que ver com calma’, afirmou.

Na petição, a alegação é de que a única ideia que não passa pela cabeça do juiz é a absolvição. Que não existe a tal presunção de inocência.

Não lembra muito o Lula?

da Redação

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Direito e Justiça