Patrocinadora do Palmeiras não se vitimiza e cala apresentador da ESPN acovardado pelo feminismo


Há muito que o feminismo deixou de ser um movimento legítimo para se transformar em um culto de ódio aos homens. Uma ferramenta de feminização que através do discurso visa tornar deplorável, no imaginário popular, tudo aquilo que faz de um homem um homem. Não bastasse todo esse furor revolucionário de meia pataca, muitos homens deixam-se levar pelo politicamente correto e passam a repetir os slogans clichês forjados sob medida para cooptar adolescentes desinformados na busca por uma luta falsa a tomar parte.

Mas felizmente, aqui e ali ainda resistem mulheres corajosas que não se deixam levar pelo discursinho de DCE, o que acaba rendendo, em algumas ocasiões, cenas impagáveis em que mostram ter mais culhões do que todos os homens que resolvem ficar de joelhos perante o discurso odiento desse moderno feminismo sem causa.

Um desses momentos aconteceu recentemente no programa Bola da Vez, da ESPN. O apresentador João Carlos Albuquerque, partiu para cima de Leila Pereira, presidente da Crefisa, empresa patrocinadora do Palmeiras, enchendo a boca para falar sobre “as barreiras do mundo machista”. O apresentador ainda insinuou que o tal do machismo é ainda mais presente na comunidade italiana.

Albuquerque acabou sendo desmontado com duas frases. Leila afirmou que não somente jamais sofreu qualquer preconceito por ser mulher, como também obteve a maior votação para conselheira da história do Palmeiras.

Confira no vídeo abaixo.

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Futebol