Meirelles e Maia, uma aposta catastrófica para 2018

Em sua coluna deste sábado (29) no Estadão, o jornalista João Domingos refere-se à dupla Henrique Meirelles e Rodrigo Maia como sendo ‘uma aposta liberal’ para 2018.


Liberal? Só se estivermos falando da liberalidade na exigência de dignidade e vergonha na cara para quem quer ocupar a Presidência da República.

Senão, vejamos: antes de ocupar o Ministério da Fazenda, Meirelles presidia o Conselho de Administração da holding J&F, dos irmãos Joesley e Wesley Batista, hoje acusados de crimes gravíssimos contra os cofres públicos. Crimes estes que, com muita ‘liberalidade’, Meirelles não deve ter visto nos anos que presidiu o banco e a holding. Sei... 

E Maia, comandará a sessão histórica da Câmara dos Deputados que enterrará as investigações contra o presidente Michel Temer, a despeito de contrariar 87% do povo brasileiro. Quanta ‘liberalidade’... 

Falo em ‘liberalidade’ (e não Liberalismo) porque me senti agredido pelo colunista quando ele os qualifica como liberais. Beira ao ridículo.

Pior: não sei se por ignorância ou má-fé, confunde a cabeça dos leitores sobre o que seja, de fato, um político LIBERAL.

Estou cansado desse balaio de gatos no jornalismo deste país...

>#QueMerda! 

Helder Caldeira

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Comentários

Mais em Política