Um conselho de ética aético, uma casa legislativa sem regras, sem leis

Ler na área do assinante

Ninguém com pelo menos meio neurônio funcionando, ainda que paralítico, seria capaz de discordar que hoje nós temos a pior legislatura de todos os tempos.

Isso é consequência do populismo, da política de exploração da ignorância, de urnas manipuláveis, do financiamento criminoso de campanhas, da compra de votos e sobretudo, indiscutivelmente, de uma lei eleitoral vagabunda, feita exatamente para perpetuar grupelhos de criminosos no poder.

Hoje o Brasil tem um Congresso absolutamente fracassado, tanto moralmente quanto intelectualmente, tomado por facções criminosas disfarçadas de partidos políticos.

Chegamos a um ponto de completa desmoralização, onde um senador corrupto como Lindbergh Farias ameaça de bater no Presidente do Conselho de Ética da Câmara, que tem mais de 80 anos de idade, e no plenário do Senado, senadoras bandalheiras e ordinárias ocupam a mesa da Presidência, e são absolvidas de uma mais que justa repreensão.

Ou seja, todas essas cenas que assistimos são reflexos do nível abissal que o nosso Congresso atingiu, sendo hoje operado pelo que há de pior e mais abjeto da sociedade brasileira. Um verdadeiro esgoto.

Mas... infelizmente me parece que o Brasil merece isso, porque se coloca como mero espectador, e o pior... No futuro tenho certeza que muitos deles voltarão para lá carregados no colo pelo povo.

Marcelo Rates Quaranta 

da Redação
Ler comentários e comentar